24 março 2008

 

Lua de fel


Parece que a Direcção Geral de Contribuições e Impostos anda a enviar cartas a recém-casados para inquiri-los sobre os diversos serviços da sua cerimónia de forma a saber se estes foram devidamente contabilizados. Neste sector valioso a fuga aos impostos é grande e a DGCI parece querer a sua parte.

Para tal, propõe um extenso questionário aos ex-noivos e, por exemplo, incita-os a revelar quantos outros casamentos estavam a haver em simultâneo. Para além de um discurso "pedagógico", avança-se com a possibilidade de pagamento de coima (100-250 euros) caso falhem ao "dever de colaboração consagrado" na lei. Isto é, já que nós não somos capazes de fazer o nosso trabalho, façam vocês por nós. De recém-casados a delatores vai uma carta...

Comments:
Estou ver que alguém de O Bitoque se rendeu a uma das mais velhas instituições do mundo... A quem devo endereçar os parabéns?
 
Não...

E retirado do Público:

http://economia.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1323464&idCanal=57

O link está na palavra parece.
 
BoAS...

Se a DGCI não "mandasse" tanta gente para a mobilidade e o desemprego, não seria preciso os contribuintes "trabalharem" por eles...

abr...prof...
 
Realmente. Coisas destas só para rir. Palavra, anda tudo completamente doido.
 
Doido?É,é daqui a pouco estamos com uma policia democratica tipo PIDE e,opois quero ver.....
 
pois é amigalhaços dentro em breve vamos ter novamente a Pide, as escolas albergam antigos PSP á procura de informações para bufar ao MAI, depois querem que as pessoas bufem quantos casamentos havia no mesmo dia do seu casamento...
eles deviam era preocuparem-se com as coisas que têm que ser resolvidas como é o caso do Desemprego e outras coisas bem graves(criminalidade)... que se estão a passar nesta republica das bananas.
 
Sendo de esquerda este blog só pode defender a justiça fiscal e o combate à fraude! Q conversa ridicula é esta?
Querem q as empresas continuem a fugir ao fisco e os patrões embolsem valores devidos aos contribuintes? Calculo que não. É isso q se está a tentar fazer e bem, apanhar os faltosos com o contributo dos outros pagadores. Claro que é necessário a colaboração dos contribuintes (a minha te-la-ão sem reservas) neste esforço, é um dos preços da democracia!
Claro q haverá sp anormais e imbecis q acham que devem saber mais do que o razoável e necessário!
 
Se queres dessa retórica pedagógica convido-te a ires a outros lados. Espero para breve escrever algo sobre isso, mas estou um pouco cansado dessa história de "justiça fiscal".

Este post não fala sobre isso, fala sobre a intimidação e o espírito de vigilante que se quer impor. Se as finanças não fazem o seu trabalho porque é que nós havemos de o fazer?

Tão mal meteram a pata na poça que já deram um passo atrás.

Se quiseres continuar a ser vigilante, força!
 
Publicar um comentário

<< Home


   

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

   
   
Estou no Blog.com.pt