29 novembro 2006

 

Neste dia


A 29 de Novembro de 1947, a Assembleia Geral das Nações Unidas passou a resolução de partilha da Palestina em dois estados independentes, um Árabe (45%) e um Judeu (55%). Foi o início da longa e sagrenta luta pelo direito à independência e auto-determinação do povo palestiniano.

E a propósito deste aniversário, vale a pena lembrar...

Logo em 1948, o estado de Israel é formado sobre 78% do território palestiniano. São expulsos 700 mil palestinianos, que não têm para onde ir, porque o estado Palestiniano não foi criado. Em 67, Israel entra em guerra aberta e chama-lhe dos 6 dias. Mas já lá vão 40 anos. Desde esta data, Israel expropriou 79% da Cisjordânia e Faixa de Gaza. Com os acordos de Oslo, conseguiu o controlo sobre os assuntos de defesa e negócios estrangeiros da Palestina. Tem também completo controlo sobre as fronteiras dos territórios palestinianos. Movimentos de pessoas e mercadorias são sujeitos a aprovação israelita. Israel patrulha as estradas na Cisjordânia e Gaza. Detém 80% dos recursos de água e mantém controlo completo sobre o mar ao longo da Faixa de Gaza (com excepção de 8 km). Os palestinianos não podem construir portos e os barcos pescatórios são monitorados pela marinha israelita, não podendo avançar mais de 10 km mar adentro. Desde 67, mais de 650 mil palestinianos foram presos, isto é, 20% da população dos territórios ocupados. 75% vive abaixo do nível de pobreza, com 2 dolares por dia.

“Há algum estado sem contiguidade? Há algum estado sem exército? Há algum estado que não controle as suas fronteiras? Há algum estado que não controle os seus recursos de água e espaço aéreo? Digo-vos: esse estado não existe.” Benjamin Netanyahu

Comments:
...
 
O Bibi (Netanyahu) sabe do que fala...
 
A questão da palestina é realmente sui géneris...e triste.

Ainda bem que alguém a expões objectiva e claramente.

"Obrigado".
 
Enviar um comentário

<< Home


   

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

   
   
Estou no Blog.com.pt