02 agosto 2006

 

Vamos bien!


A especulação à volta da saúde de Fidel Castro, a propósito da recente operação médica, é inacreditável. E vai daí já se sabe tudo sobre o futuro de Cuba e o fim daquele estado “ditatorial” e “opressor” (o mesmo estado que envia mais médicos para ajudas internacionais do que OMS inteira). Os EUA, claro, já começaram a afiar o dente, desejosos de sangue e nos jornais há debates sobre se o irmão Raul será a porta para um mundo “democrático” e “livre” (o mesmo mundo que violenta o Iraque, a Palestina e o Líbano).

Epá, larguem! Ainda não perceberam que não há arsenal militar que vença aquela ilhota minúscula, mesmo nas barbas da maior potência do mundo? Ainda não perceberam que entre ser o bordel dos ricos ou um estado independente e solidário, os cubanos já fizeram a sua escolha?

Comments:
Isso é o que ainda se vai ver. Agora que se trata de uma ditadura anacrónica sem lugar no Mundo moderno parece-me um facto consensual, excepto, talvez, aqui...
 
Uma boa parte da Medicina do Mundo Moderno está em Cuba, isso sim é consensual.
 
A democracia n pode funcionar só qd existem governos opressivos da direita. Pq é q n há eleições "livres" em Cuba?

Cuba antes Fidel era o bordel americano, o "New Vegas", mas hj em dia n sei o q preferiam os cubanos, nem ng pode afirmar com certeza sem haverem eleições
 
A questão política de fundo é "o que é que são eleições livres"? Não me parece que as ditas democracias ocidentais tenham essa tal coisa, porque o livre arbítrio é mais dependente da condição económica do que da tal possibilidade de gritar os sete ventos que determinado presidente é um palhaço.

E tenho um pouco mais de confiança nos povos do que o caro anónimo. Se um povo está realmente descontente com uma governação, acaba por provocar a mudança. Aconteceu em França em 1789, em Portugal em 1974, por todo o mundo em todos os períodos, e acontecerá mais cedo ou mais tarde em Cuba se realmente os cubanos não quiserem o socialismo. Chamem-lhe determinismo histórico se quiserem, eu chamar-lhe-ia mecanismos de mudança social. É claro, ignorando as situações em que a "mudança" é dirigida pelos "interesses democráticos" da CIA...Mas no fim até esses podem ser superados (Venezuela?).

De qualquer modo, o que importa salientar é que a validação de um modelo não se faz pelas eleições, que são manipuláveis e pouco representativas, porque a maioria das populações não estão realmente em condições de escolher livremente (veja-se África), mas sim pela própria movimentação popular. A política tem de ser encarada como algo que se mexe mais lentamente do que os convenienetes 4 anos de um mandato.
 
"maioria das populações não ESTÁ" - eu bem me parecia que a coisa não soava bem.
 
I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! sunsetter awnings indianapolis hypnosis quit smoking through Password big naturals
 
If you suffer from hair loss, hair implants may be one way to help you.
[url=http://www.hair-restoration-surgery.com/]transplant hair[/url]
 
Enviar um comentário

<< Home


   

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

   
   
Estou no Blog.com.pt