11 janeiro 2008

 

Quando o Céu e a Terra mudaram de lugar


Como num filme com final feliz, Chávez negociou a libertação de duas prisioneiras das FARC, depois de seis anos em captividade nas selvas da Colômbia. O filme sobre o resgate já se preparava há semanas e ontem podemos finalmente conhecer o desenlace.

Chávez (esse maníaco que leva Constituições a referendo) tem-se empenhado na libertação de reféns da FARC. Em contactos com a guerrilha, negociou a entrega de Clara Roja, ex-candidata a vice-presidente, e Consuelo González, membro do parlamento. Para filmar o final feliz, chamou Oliver Stone, com quem colaborou no filme Comandante sobre Fidel Castro. O que ninguém previa era que o desenlace fosse também o clímax. Depois de quatro dias e quatro noites à espera das coordenadas que conduziriam à localização das duas prisioneiras, a guerrilha anunciou que a entrega estava suspensa. Numa carta a Chávez disseram que não era possível continuar porque as forças militares colombianas, ao contrário do que tinha sido estabelecido, estavam a comprometer a segurança dos reféns e dos captores. E assim, sem actores, sem história e sem filme, Oliver Stone voltou para Hollywood.

Ontem o esperado final aconteceu. As FARC entregaram as reféns à Cruz Vermelha venezuelana. “Benvindas à vida” foi o que Chávez lhes disse. Quanto a Oliver Stone, não culpa as FARC pelo colapso e o atraso das negociações, culpa sim o presidente Uribe da Colômbia e a sua ligação a paramilitares de extrema direita e ao imperialismo americano.

Comments:
O presidente Chavez tem tido nesta questão um papel muito louvável,as familias dos refens estão muito agradecidas e tem esperança que ele consiga libertar mais pessoas.
 
Este Chávez, é dos ditadores mais imcompetentes que já vi!
Então agora tira pessoas do cativeiro? Mas a vocação de qualquer ditador minimamente capaz não é exactamente mandar as pessoas para o cativeiro?
Ele há cada um!...
 
Mais uma vez a culpa é dos Americanos, pois claro.

Uma organização criminosa de nome FARC rapta pessoas, acorrenta-as durante anos a fio no meio da selva, faz dinheiro com a droga (ao que se consta) e a culpa é dos Americanos.

Aliás, a culpa é de todos menos das FARC, que até têm entrada garantida em Portugal, todos os anos, para virem ao arraial dos komunas. Não que isto me espante particularmente. Para quem sempre apoiou um personagem como estaline e o seu indescritivel regime de assassinos, as FARC devem ser uma espécie de coro de igreja.
 
Publicar um comentário

<< Home


   

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

   
   
Estou no Blog.com.pt