11 janeiro 2008

 

Guantânamo: 6 anos de terror


Passam hoje seis anos que os primeiros presos entraram em Guantânamo. Dos mais de 500 encarcerados, só 10 têm acusações formais. Os outros 98% tiveram o azar de estar no Afeganistão ou Paquistão no momento errado. Mantém-se presos sem oportunidade de julgamento público e justo.

A maior parte do tempo, os detidos estão confinados a uma caixa de metal com paredes de arame pré-fabricada por uma subsidiária da Halliburton associada ao vice-presidente Dick Cheney. Cada caixa tem cinco metros quadrados, onde cabe uma cama e uma casa de banho – um buraco no chão voltado para a parede aberta de arame, e um lavatório tão baixo que só pode ser usado de joelhos (segundo o pentágono este é um exemplo de sensibilidade cultural – o lavatório foi desenhado para acomodar os hábitos muçulmanos de lavar os pés). Os guardas inspecionam cada cela de 30 em 30 segundos. Dependendo do grau de cooperação, os detidos podem saír da caixa entre duas a cinco vezes por semana durante 30 minutos. No calor tropical e metálico de Guantânamo não há ar condicionado e as luzes estão ligadas toda a noite.

A maior parte das “confissões” surgem depois de centenas de horas de interrogações e tortura. O paradeiro dos detidos é frequentemente perdido quando são transferidos entre campos e centros secretos da CIA. Estes homens não sabem se ou quando vão ser postos em liberdade e estão impossibilitados de qualquer contacto com a comunidade. Não têm acesso a aconselhamento legal, não conhecem o estado do seu processo nem as supostas justificações para a sua detenção.

Comments:
Ora aqui está um bando, perdão, grupo de pessoas, que ao contrário do ditador da treta do post anterior, sabem fazer as coisas "como deus manda" (pelo menos eles dizem que manda...)
A democracy é logo outra coisa!...
 
Provavelmente as familias dos detidos nem tem conhecimento do seu paradeiro.As prisões são feitas por denuncia a troco de dinheiro,portanto muitos deles nem sabem como lá foram parar.A passagem de Bush e companhia pela Casa Branca deixam um legado dificil aos sucessores que é limpar a imagem dos EUA perante o resto do Mundo.
 
a imagem externa dos EUA nunca esteve limpa, pelo menos durante a segunda metade do século XX. bush agravou a coisa, simplesmente porque o fez mais abertamente que os seus antecessores.
 
Publicar um comentário

<< Home


   

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

   
   
Estou no Blog.com.pt