17 dezembro 2007

 

1 em cada 7 iraquianos é refugiado


Estima-se que hajam 4 milhões de refugiados no Iraque – 2 milhões de deslocados internos e 2 milhões que fugiram do país. É o segundo maior número de refugiados de sempre, a seguir ao êxodo de palestinianos desde a criação do estado de Israel.

Os EUA, directamente responsáveis por esta catástrofe humanitária, nada têm feito para a aliviar. Apesar de terem em Bagdad a maior embaixada do planeta, o número de vistos que passam é miserável.

No início deste ano, o governo americano disse aceitar a entrada de 12 mil iraquianos nos EUA (o mesmo que a Suécia, um país 30 vezes mais pequeno). Esse número foi depois reduzido para 7 mil, depois para 2 mil e finalmente para 1608 refugiados. Mas na realidade, nos primeiros seis meses do ano, deixaram entrar somente 69 iraquianos nos EUA.

A mensagem é clara: não podem viver nem no vosso país nem no nosso. Tudo isto com muita liberdade e democracia.

Comments:
Qualquer iraquiano vivo é um embaraço para os EUA. É a demonstração da incompetência das suas bombas.
Convidar iraquianos para ir para os EUA, seria a "vergonha" final para os falcões americanos.
 
Caro Samuel,

O americanos sao doidos mas nao querem matar os iraquianos um a um. O embaraco deles nao tem a ver com a incompetencia das suas bombas mas com a forca e persistencia da resistencia iraquiana.

Quanto ao nao aceitarem refugiados parece-me que a questao e' politica. Nao querem os arabes por perto, nem mesmo aqueles que estao do seu lado e os ajudaram como guias e tradutores no Iraque.
 
Publicar um comentário

<< Home


   

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

   
   
Estou no Blog.com.pt