13 janeiro 2008

 

Fazer as contas


Fui calcular quanto é que o governo sacava em juros por repartir em 14 prestações o aumento extraordinário das pensões de reforma. Pelos dados que foram amplamente divulgados o pensionista médio tem a receber 9.6 euros em pedacinhos de 68 cêntimos. Usando o valor da taxa de juro do Banco Central Europeu, 4% ao ano, a taxa mensal é de: 0.327%. A cada 68 cêntimos adiados calcula-se o devido juro e tudo somado são 18.69 cêntimos. Não é muito. Mesmo multiplicado pelos 1.76 milhões de reformados são 318 mil euros, que já é dinheiro mas pouco, contrastado por exemplo com os 2 mil milhões de euros de orçamento do ministério da defesa. O que choca aqui não é o furto mas a mesquinhes da intenção.

Comments:
Mas o 1º ministro disse que já não vai ser pago em prestações para não dizerem que o Governo era mesquinho
 
Pois, chego atrasado 'a controversia. Ouvi dizer que o Governo vai "pagar quando puder" ou seja nao sera necessariamente para breve.
 
Vai pagar no próximo processamento o que deve ser com as pensões de Fevereiro ou o mais tardar com as de Março,porque isso foi dito pelo Sr.Ministro Vieira da Silva
 
Publicar um comentário

<< Home


   

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

   
   
Estou no Blog.com.pt